HISTÓRIA DE SERRA TALHADA: O escritor Paulo César Gomes realizou palestras em Colégio de S.T. e homenageou o fotografo Alejandro García

Por Manu Silva, do Farol de Notícias 

Fotos: Farol de Notícias / Max Rodrigues

 

Diante das comemorações do aniversário de 167 anos de emancipação política de Serra Talhada, a coordenação pedagógica do Colégio Francisco Mendes, convidou o escritor, historiador e colunista do FAROL, Paulo César Gomes, para realizar uma série de palestras com os alunos do educandário.

Em sua fala Paulo César conversou com as crianças sobre a história da cidade a partir de fotografias, uma de suas pesquisas sobre a capital do xaxado. Segundo ele, é fundamental que as escolas incentivem a preservação e reconhecimento da memória serra-talhadense.

“Fiquei muito feliz pelo convite feito pela Professora Analice Brasil, e pelas coordenadora Ivoneide e Valquíria. Acho importantíssimo o estudo da história de Serra Talhada em todos as escolas do município, não só com olhar votado para o 06 de Maio, mas como também como um componente curricular. E lógico, o fato de poder utilizar a fotografia como elemento de estudo me deixa extremamente realizado, já que foi o principalmente objeto de pesquisa utilizado na minha dissertação de mestrado”, disse Gomes.

EXPOSIÇÃO ALEJANDRO GARCÍA

O ciclo de palestras proferidos pelo professor durou dois dias e tiveram como público alvo os alunos do maternal, do Ensino Infantil e Fundamental I.

De acordo com Paulo César, os pequenos se identificaram com as fotos do repórter fotográfico do FAROL, Alejandro García. Em homenagem ao ‘hombre’, parte de sua obra foi exposta nas dependências do colégio.

“Fiquei bastante impressionado em ver como essa nova geração está ligada às informações visuais, principalmente as que são fornecidas através da internet. Vários pequenos interagiram fazendo comentários em relação a fatos que lhes foram narrados por familiares, e também sobre fotos que foram expostas”, disse, completando:

“Vários dos lugares apresentados foram reconhecidos de imediato, mas o que mais me tocou foi a forma como os alunos do maternal se edificaram as fotos tiradas por Alejandro, produzidas para o ‘Projeto Histórias Perdidas de Serra Talhada’. Os pequenos olharam as imagens com muita atenção e carinho”, contou o escritor.

Deixe seu comentário